Google muda algoritimos e com certeza impactará seu website, em 26 de fevereiro deste ano, o Google deu aos comerciantes uma incrível visão sobre as mudanças que eles planejavam para seus algoritmos de busca, e o dia exato que eles iriam entrar em vigor. Especificamente, eles anunciaram que, em 21 de abril de 2015, as páginas de resultados de busca móvel (SERPs) seriam impactadas com algumas mudanças dos algoritimos do google em seus motores de busca O gigante das buscas quer tornar mais fácil para as pessoas que utilizam dispositivos móveis acessar sites que foram otimizados para uso no dispositivo.

O que proprietários de sites deve esperar dos novos algoritimos do Google

Há mais de 1,5 bilhão de usuários de Internet móvel no mundo, e cerca de 80% dos usuários de Internet possuem um smartphone. Se esses números ainda não tenham te encorajado a tirar proveito da tendência crescente de busca móvel, o recente anúncio da Google deve dar-lhe o empurrão final que você precisa.

Ao descrever o efeito que essas alterações terão nos SERPs móvel, os desenvolvedores do Google disseram que haveria um “impacto significativo nos resultados de busca.” O Google tem incentivado os proprietários de sites a levar em conta os usuários móveis, insinuando que eles seriam priorizados.

Agora, os proprietários de sites que não tenham tomado medidas para garantir que seus sites sejam direcionados para mobile, podem esperar ter seus rankings móveis duramente atingidos. Para as empresas que recebem clientes constantes de pesquisas na Internet, isso pode resultar em uma grande queda na renda.

O Google fez este anúncio no início, para que os sites tivessem a oportunidade de se preparar. Lembre-se que o objetivo do motor de busca é fornecer aos usuários finais a informação que eles procuram. Se seu site tem informações e apresenta o que os clientes acham útil, ele quer que você continue se classificando bem. Mas, quer garantir que seus usuários tenham uma ótima experiência, não importa em qual dispositivo que eles estejam.

O Google estará olhando para elementos como:

  • Se as fontes facilitam a leitura em telas menores;
  • Se os elementos são sensíveis ao toque, como botões, e fáceis de utilizar;
  • Se o site se baseia em Flash, o que tende a não funcionar bem em navegadores móveis;
  • Se tem URLs móveis separados – você deve redirecionar os usuários móveis da URL desktop para a URL móvel adequada;
  • Se as páginas móveis são lentas no tempo de carregamento.
  • E muitos outros ajustes.

Certifique-se de que o seu site é otimizado para mobile, para que o seu negócio não seja impactado com essa mudança de algoritmo do Google.

Continue acompanhando o blog da Comunicas e fique por dentro das notícias mais quentes relacionadas ao mundo digital.

Comentários