Quanto mais perto pudermos estar de nossos clientes, mais podemos ficar dentro de suas cabeças e maiores serão as nossas conversões e ROI, não é mesmo? Hoje, a geolocalização com dispositivos móveis permite que as empresas construam “cercas”, com base na localização de um cliente e proximidade com produtos e serviços, para chegar o mais fisicamente próximo possível do cliente. No entanto, antes que possa efetivamente construir cercas em torno destes consumidores móveis, que estão constantemente em movimento, precisamos entender o que é segmentação por geolocalização.

O que é segmentação por geolocalização?

Todos os smartphones atuais incluem um Sistema de Posicionamento Global (GPS), que oferece a capacidade de navegação. Um aplicativo GPS compreende a sua posição atual e pode calcular a melhor rota para o seu destino. Sendo assim, os profissionais de marketing precisam “pensar mobile” para entregar total prazer móvel ao cliente.

Uma vez que a geolocalização é exclusiva para dispositivos móveis, ela deve ser considerada em cada campanha de marketing móvel. A segmentação por geolocalização é basicamente personalizar comunicações para os clientes com base em seus costumes no mundo. Essa segmentação pode ser feita por país, estado, cidade, CEP ou localização por GPS.

Os termos mais recentes que você deve conhecer

Sistema de Posicionamento Global (GPS): GPS é considerado “o padrão ouro” de geolocalização. Todos os smartphones modernos têm recursos internos de GPS. O aplicativo Realtor.com, por exemplo, recolhe locais de GPS dos consumidores para personalizar a experiência de busca por imóveis, com opções como “Perto da Venda.” Em vez de ter de introduzir dados de localização, os consumidores podem escolher um botão no aplicativo móvel que exibe todas as casas para venda em torno de sua localização.

Triangulação Wi-Fi: A triangulação Wi-Fi tem como alvo pessoas dentro de lojas e em áreas urbanas. Ele tem alto alcance e precisão de nível médio. Por exemplo, a rede Nordstrom, da Flórida, utiliza essa tecnologia para detectar os movimentos dos clientes e tempo gasto dentro de suas lojas, a fim de “aumentar os funcionários durante determinados períodos de tráfego intenso ou alterar o layout de um departamento”. No entanto, a tecnologia levanta algumas preocupações nos meios de comunicação sobre a privacidade do consumidor e o direito de recolher informações sobre eles por meio de dispositivos móveis.

Agora que você sabe mais sobre os conceitos básicos de geolocalização, como a sua organização pode alavancar suas capacidades? Continue acompanhando o blog da Comunicas e conheça outras práticas de sucesso para a sua empresa, e entenda como funcionam as melhores maneiras de alcançar o seu público-alvo com técnicas modernas.

Comentários