Em questão de dias, a nova rede social Ello, descrita como o “anti-Facebook” – por sua posição relativa à privacidade e publicidade – tornou-se, talvez, o assunto mais quente na internet. Criada no ano passado como uma rede social “privada”, a Ello abriu recentemente suas portas em uma base somente para convidados.

Por causa da oferta limitada e forte demanda, os convites foram vendidos no eBay a preços até US $ 500. Alguns relatos disseram que a Ello está tendo até 35.000 solicitações por hora, como resultado de uma onda viral na semana passada. A Ello parece mirar em frustrações de usuários do Facebook.

“A Ello não vende anúncios. Também não vendemos dados sobre você para terceiros”, diz a empresa. O seu “manifesto”, afirma: “Acreditamos que uma rede social possa ser uma ferramenta para o empoderamento, não para enganar, coagir e manipular – mas um lugar para se conectar, criar e celebrar a vida. Você não é um produto.”.

A política da Ello afirma que a prática da coleta e venda de dados pessoais e mapeando de conexões sociais para o lucro é assustador e antiético. Segundo a rede social, sob o pretexto de oferecer um serviço “livre”, os usuários pagam um preço alto em publicidade intrusiva e falta de privacidade.

Ello

Com sede em Vermont, a Ello foi lançada por um grupo de artistas e programadores liderado por Paul Budnitz, cuja experiência anterior inclui concepção de bicicletas e robôs. Budnitz diz em sua página que a Ello foi projetada para ser “simples, bonita e livre de anúncios.

Ainda não está claro se a Ello vai acabar por ser um fogo de palha, ou se ela vai desenvolver um plano de negócio rentável. A rede social afirma que planeja permanecer completamente grátis, mas que ela poderia começar a oferecer alguns recursos especiais com uma taxa.

Alguns questionam se a Ello pode ter sucesso neste tipo de modelo e manter seus princípios. Mas o ex-colaborador da empresa, Aral Balkan, disse que a rede social já foi comprometida, levando 435 mil dólares em financiamento de capital de risco.

E você o que acha dessa nova rede social?

Continue acompanhando o blog da Comunicas e fique por dentro de todas as novidades de social media, marketing online e vida digital.

Comentários